Blog

nome do post Vamos controlar o seu peso? Vem com a gente! Escrito por:
Nutrição 19 de Dezembro de 2016

Os índices de sobrepeso e obesidade continuam aumentando no Brasil e também, em todo o mundo. Descubra informações importantes de como evitar que você esteja dentro destes grupos de risco!

Os dados do ano de 2014 informados pelo Ministério da Saúde, por meio do VIGITEL, nos informam que mais da metade (52,5%) da população brasileira está acima do peso ideal. Estes dados nos trazem grande preocupação, pois, o excesso de peso aumenta os fatores de riscos para doenças crônicas como a hipertensão arterial e diabetes, responsáveis por 72% dos óbitos no Brasil. A boa notícia é que Florianópolis apresentou os menores índices de obesidade entre todas as capitais do Brasil! Aproximadamente 14% dos moradores da nossa capital estão obesos, contra 18% da média nacional. Em relação ao excesso de peso, ficamos 2% abaixo da média nacional.

E por que nos destacamos em relação às outras capitais?

Segundo o mesmo relatório, pouco mais que 47% da população de Florianópolis pratica o recomendado de atividade física moderada por semana (mais que 150 minutos), enquanto a média nacional é de apenas 35%. Assim, podemos perceber que a prática de atividade física está relacionada com a diminuição dos índices de excesso de peso na capital de Santa Catarina. O mais importante – não levado em consideração pela pesquisa – é que quando a diminuição no peso corporal se dá por meio de um expressivo aumento na atividade física (como podemos observar nos dados de Florianópolis), observa-se uma perda significativa de gordura corporal, preservando-se a massa muscular. Já o contrário, quando a perda de peso decorre apenas da dieta alimentar hipocalórica (reduzindo a quantidade de calorias ingeridas), a perda de massa muscular chega até a 50% do peso total perdido. A composição corporal ideal para a saúde envolve um baixo percentual de gordura e um bom desenvolvimento muscular. De fato, algumas pessoas tendem a ter mais facilidade para manter este equilíbrio de acordo com o seu somatotipo, entretanto, independente da classificação de seu tipo corporal, os exercícios regulares, combinados com uma alimentação saudável, irão ajudar no desenvolvimento osteomuscular e no controle do peso corporal, propiciando uma vida mais saudável.

Abaixo, seguem fatores e dicas relevantes relacionados ao controle do seu peso:

  • Não existe fórmula mágica! O melhor procedimento para reduzir e manter os níveis de gordura corporal inclui modificações comportamentais permanentes: combinação de uma dieta apropriada e um estilo de vida mais ativo;
  • Dietas radicais, que não incluam os grupos básicos de alimentos e/ou de muito baixo teor calórico, são perigosas para a saúde!;
  • Poucas pessoas apresentam problemas hormonais, como o hipotireoidismo (menos que 5% da população) que possam dificultar o controle do peso corporal. A imensa maioria dos casos de excesso de peso está realmente relacionada à inatividade física e aos maus hábitos alimentares;
  • Exercícios com roupas grossas, roupas escuras, saunas, isolantes térmicos, entre outros, não auxiliam na redução da gordura corporal! Somente eliminam mais água do seu corpo que deve ser reposta imediatamente;
  • Exercícios físicos moderados e intensos não aumentam o apetite a ponto de reduzir seus efeitos no controle de peso. De quebra, conseguem manter seu metabolismo elevado por várias horas após o término da atividade;
  • Exercícios passivos (massagens, máquinas vibradoras e outros), apesar de apresentarem outros benefícios, não são eficazes para a redução da gordura corporal;
  • A celulite é um tecido composto por células de gordura iguais às demais do corpo. Sua redução, portanto, segue os princípios do emagrecimento geral;
  • Apertar a cintura com cintas modeladoras não reduz a gordura corporal! Além de não resolver os problemas estéticos ainda provoca um enfraquecimento da musculatura abdominal;
  • Suplementos termogênicos podem trazer sérios riscos a sua saúde e não eficientes na redução da gordura corporal;

A Integral Estilo de Vida está disposta a ajudar você a aumentar seus níveis de atividade física com qualidade. Juntos, vamos dar o primeiro passo em busca do seu controle de peso e entrar de vez para o lado bom das pesquisas!

Referências VIGITEL Brasil 2008: Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Ministério da Saúde; 2014. NAHAS, M. V.: Atividade Física, Saúde e Qualidade de Vida: Conceitos e Sugestões para um Estilo de Vida Ativo. 6ed. Londrina: Editora Midiograf, 2013.

Compartilhe:
Comentários